Coronavírus

Os Coronavirus são uma grande família de vírus, já em circulação no Brasil.
Causa desde resfriados comuns até doenças mais graves como a SARS ( Síndrome Respiratória Severa) e a MERS( Síndrome Respiratória do Oriente Médio) que causaram epidemias na China em 2004 e no Oriente Médio em 2012, respectivamente.
O novo Coronavírus foi denominado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como SARS-CoV2 e a doença por ele causada COVID-19.

Risco de contrair o novo CORONAVÍRUS

O Risco depende se você viajou nos últimos 14 dias para áreas de circulação mantida pelo novo CORONAVÍRUS. No momento Ásia e Europa, especialmente Itália.
Também tem risco maior aqueles que tiveram contato próximo de casos confirmados.
Se você se encaixa em um desses casos e apresenta sintomas respiratórios procure seu MÉDICO.

Transmissão da Doença

A principal forma de transmissão é entre pessoas.
Ao tossir ou espirrar , pessoas infectadas expelem gotículas que contém o vírus que podem nos infectar diretamente ou contaminar superfícies e objetos.
Outras pessoas podem se contaminar ao tocar esses locais contaminados ,levando suas mãos aos olhos, nariz e boca.

Medidas que posso adotar para me proteger da doença

  1. Higienizar as mãos com água e sabão com frequência ou com solução alcoólica especialmente após tossir ou espirrar.
  2. Cobrir boca e nariz antes de tossir ou espirrar com lenço descartável ou com o antebraço.
  3. Evitar contato próximo com pessoas como quadro clínico de infeção respiratória.
  4. Não compartilhar utensílios pessoas como copos, talhares, canudos.
  5. Evitar tocar nos olhos, nariz e boca.
  6. Mantenha seu filho em casa, não leve para creche ou escola se ele não está bem! Caso tenha febre, tosse, dificuldade respiratória ligue para seu médico.

Sintomas

Não há como diferenciar uma gripe ou resfriado da COVID-19.
Os sintomas são os mesmos e incluem um quadro respiratório com febre, tosse seca e cansaço ou desconforto respiratório. Alguns pacientes podem apresentar dores, congestão nasal, coriza, dor de garganta e diarreia.
Em geral os sintomas são leves e se instalam lentamente.
Outras vezes o quadro é mais grave e até fatal.
Pacientes idosos( com idade maior que 60) e naqueles com comorbidades a doença se manifesta de uma forma mais severa.

Diagnóstico laboratorial

O exame utilizado é a Reação de Polimerase em Cadeia(PCR), com resultado fornecido em 48 h.
No momento esse exame só tem indicação naqueles pacientes com sintomas respiratórios e que retornaram de viagem internacional nos últimos 14 dias.

Tratamento

Não existe até o momento tratamento específico.
O tratamento recomendado é o sintomático é que de conforto ao paciente.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *