COVID-19 E A PERDA DO OLFATO

Comunicado aos nossos Amigos e Clientes

Há 57 anos, a Clínica Luiz Pires de Mello presta atendimento eletivo e de urgência à população fluminense. Estamos vivendo um momento de crise mundial sem precedentes. A situação evolui a cada hora, e medidas precisam ser tomadas continuamente, tanto no sentido de evitar a propagação da pandemia, quanto para ajudar aos pacientes em geral.
Neste momento, pensando em nossos funcionários e nossos clientes, e em consonância com as diretrizes das autoridades médicas e sanitárias, a CLPM decidiu concentrar seus esforços operacionais na UNIDADE FONSECA – Rua Gonçalves Ledo 26, onde existe estrutura de atendimento 24 horas/dia, nos 7 dias da semana.

A UNIDADE ICARAÍ – Rua Mariz e Barros, 302 – ficará temporariamente em regime emergencial, somente com funcionários administrativos orientando as pessoas que nos procuram, a se dirigirem para a UNIDADE FONSECA. Esta medida poderá ser alterada a qualquer momento, de acordo com a evolução da situação de crise que vivemos.

A CLINICA LUIZ PIRES DE MELLO é uma só, e continuará a serviço da população fluminense, sem interrupção.

Plano de contingência para o enfrentamento ao surto de COVID19

Coronavírus / COVID -19

A CLPM, prezando sempre pela qualidade e segurança dos nossos pacientes e colaboradores, informa a implantação do plano de contingência para o enfrentamento ao surto de COVID19 em nosso estado.
Baseados nas atuais orientações do Ministério da Saúde, a CLPM, adotará as seguintes medidas de precaução:

1) Os atendimentos médicos e fonoaudiológicos serão espaçados na agenda evitando-se com isso a aglomeração de pessoas em nossas instalações. Da mesma forma pedimos que evitem, quando possível, acompanhantes. No caso de crianças e idosos, pedimos a presença de um único acompanhante.

2) Orientamos a realização de contato telefônico prévio caso sua consulta ou exame seja eletivo e se você retornou do exterior na última semana ou teve contato com pessoa doente ou contaminada; seu procedimento/consulta poderá ser adiado temporariamente.

3) Pacientes com sintomas gripais ou de infecção em vias aéreas (rinite, sinusite, amigdalite e outras) devem solicitar máscaras na recepção e usá-las de forma adequada, além de evitar circulação nas instalações da clínica.

4) Pacientes com suspeita da doença ou com sintomas leves devem permanecer em casa. Pacientes com sintomas mais graves como falta de ar, devem se dirigir a emergência do hospital de referência. Nossa orientação será para que estes pacientes entrem em contato com seus médicos assistentes a fim de receberem as instruções necessárias.

5) Evite contato físico (abraços, aperto de mãos e beijos) e adote as melhores práticas de higiene pessoal e no convívio social – evite passar as mãos no rosto, nariz e boca; higienização frequente das mãos com água e sabão e uso frequente de álcool gel

6) Recomendações ao uso de Máscaras:
# Se está saudável, só deve usar a máscara se estiver cuidando alguém que tenha suspeita de coronavírus
# Use a máscara se estiver tossindo ou com nariz escorrendo
# A máscara só é eficiente se combinada com a frequente higiene das mãos, seja lavando com água e sabão ou utilizando álcool.

Coronavírus

Os Coronavirus são uma grande família de vírus, já em circulação no Brasil.
Causa desde resfriados comuns até doenças mais graves como a SARS ( Síndrome Respiratória Severa) e a MERS( Síndrome Respiratória do Oriente Médio) que causaram epidemias na China em 2004 e no Oriente Médio em 2012, respectivamente.
O novo Coronavírus foi denominado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como SARS-CoV2 e a doença por ele causada COVID-19.

Risco de contrair o novo CORONAVÍRUS

O Risco depende se você viajou nos últimos 14 dias para áreas de circulação mantida pelo novo CORONAVÍRUS. No momento Ásia e Europa, especialmente Itália.
Também tem risco maior aqueles que tiveram contato próximo de casos confirmados.
Se você se encaixa em um desses casos e apresenta sintomas respiratórios procure seu MÉDICO.

Transmissão da Doença

A principal forma de transmissão é entre pessoas.
Ao tossir ou espirrar , pessoas infectadas expelem gotículas que contém o vírus que podem nos infectar diretamente ou contaminar superfícies e objetos.
Outras pessoas podem se contaminar ao tocar esses locais contaminados ,levando suas mãos aos olhos, nariz e boca.

Medidas que posso adotar para me proteger da doença

  1. Higienizar as mãos com água e sabão com frequência ou com solução alcoólica especialmente após tossir ou espirrar.
  2. Cobrir boca e nariz antes de tossir ou espirrar com lenço descartável ou com o antebraço.
  3. Evitar contato próximo com pessoas como quadro clínico de infeção respiratória.
  4. Não compartilhar utensílios pessoas como copos, talhares, canudos.
  5. Evitar tocar nos olhos, nariz e boca.
  6. Mantenha seu filho em casa, não leve para creche ou escola se ele não está bem! Caso tenha febre, tosse, dificuldade respiratória ligue para seu médico.

Sintomas

Não há como diferenciar uma gripe ou resfriado da COVID-19.
Os sintomas são os mesmos e incluem um quadro respiratório com febre, tosse seca e cansaço ou desconforto respiratório. Alguns pacientes podem apresentar dores, congestão nasal, coriza, dor de garganta e diarreia.
Em geral os sintomas são leves e se instalam lentamente.
Outras vezes o quadro é mais grave e até fatal.
Pacientes idosos( com idade maior que 60) e naqueles com comorbidades a doença se manifesta de uma forma mais severa.

Diagnóstico laboratorial

O exame utilizado é a Reação de Polimerase em Cadeia(PCR), com resultado fornecido em 48 h.
No momento esse exame só tem indicação naqueles pacientes com sintomas respiratórios e que retornaram de viagem internacional nos últimos 14 dias.

Tratamento

Não existe até o momento tratamento específico.
O tratamento recomendado é o sintomático é que de conforto ao paciente.

Incontinência Urinária

Comemoração dos 57 anos da Clínica Luiz Pires de Mello

Clínica Luiz Pires de Mello, completa 57 anos!

Reuniao cientifica: Diagnóstico diferencial dos estridores

Detecção de câncer a partir da cera de ouvido

2ª Reunião Científica da Clinica Luiz Pires de Mello